Sabinópolis - Delegado detecta caixa dois

A Polícia Civil começou a analisar cerca de uma tonelada de documentos que foram apreendidos nas sedes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais em Sabinópolis e no Serro, durante a "Operação Manumissão". Segundo o delegado que comanda as investigações, Welbert de Souza Santos, a cada documentação analisada, fica mais evidente que as denúncias feitas pelos trabalhadores ao Ministério Público são procedentes. "A cada instante temos uma surpresa. São documentos altamente comprometedores da quadrilha", afirmou.
Segundo Welbert de Souza, no cofre foram encontrados documentos que eram alvos da investigação, como guias de contribuição confederativa falsas, que seriam utilizadas para formação de "caixa dois" do sindicato.

Ainda de acordo com o delegado, os trabalhadores pagavam a contribuição diretamente no sindicato e o dinheiro não era repassado para a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg). "A própria Fetaemg era vítima da quadrilha", afirmou Welbert de Souza.
Atas apreendidas durante a operação dão indícios de que a quadrilha teria cometido também o crime de falsidade ideológica. As atas registram assembléias gerais, realizadas na sede do sindicato com o quorum superior a mil sindicalizados. "As atas são uma mentira. O quorum nunca existiu, pois o local não comporta este montante de pessoas", disse o delegado.

As deliberações aprovadas tornaram mais suspeitas as assembléias, isso porque, segundo apurado pela Polícia Civil, foram aprovadas nas reuniões questões que geram taxas aos sindicalizados, como a contribuição federativa, a cobrança de honorários advocatícios e a autorização de descontar 2% do benefício dos trabalhadores. Todas as atas foram assinadas pelo diretor presidente do sindicato, Afonso da Aparecida dos Santos.

A documentação apreendida também compromete advogados que são alvos da investigação. Foram apreendidos recibos que comprovariam que valores cobrados dos trabalhadores com a menção de que se trataria de honorários advocatícios eram destinados, na verdade, ao sindicato e não aos advogados.

A Polícia Civil deve levar ainda mais uma semana para analisar toda a documentação e os 12 CPU´s apreendidos. Após toda documentação ser catalogada, as testemunhas e os investigados serão ouvidos.

Fonte: Jornal Folha de Guanhães On-Line


Nota do Blog: Todo policial é corrupto? Não acredito. Assim como não acredito que todo político seja corrupto. Há policiais e policiais, políticos e políticos, médicos e médicos, advogados e advogados, faxineiros e faxineiros, professores e professores, jornalistas e jornalistas, padres e padres, pastores e pastores. Talvez os leitores que acompanham este blog a mais tempo não estejam entendendo por que de repente aqui, onde sempre filosofei, falei de política, educação e cidadania, de repente, replico uma matéria a respeito de uma operação policial para desbaratar uma quadrilha travestida de sindicato. Não sou leitor de tablóides fartos em páginas policiais (estilo jornal "Aaui" ou "Super"), nem recomendo que alguém seja. Faço isto não só por causa da dimensão da Operação Alforria, mas principalmente por ser amigo do delegado Welbert de Souza Santos há alguns anos.

Iniciei esta nota dizendo que nem todo policial é corrupto porque tenho certeza de que este homem que hoje está a frente da delegacia de Sabinópolis não se enquadra no rol daqueles policiais que optam por ingressar na carreira de segurança pública visando tão somente utilizarem o cargo para lucrar em cima da desgraça alheia. Repito, não é o caso do delegado Welbert, pois o conheço há tempos e posso atestar sua conduta e caráter ilibados.

Estive ontem numa palestra onde o delegado Protógenes Queiroz - que hoje paga caro por ter prendido o banqueiro bandido Daniel Dantas - afirmou que mesmo que ele seja calado de alguma forma pelos podres poderes que hoje estão instalados em Brasília, outros "protógenes" irão se levantar. Se encontra em franco processo hoje no Brasil uma inversão de valores onde bandido vira moçinho e moçinho vira bandido. Enquanto Protógenes é afastado do cargo na PF, o banqueiro bandido anda por aí de carrão e motorista, com direito a dois habeas-corpus impetrados em tempo recorde pelo supremo presidente do Supremo Tribunal Federal.

O exemplo do delegado Welbert faz jus à máxima do delegado Protógenes. Assim sendo, mantenhamos nossa esperança, pois ainda restam muitos homens de bem integrando nossas forças de segurança pública e judiciais, tanto quanto homens de bem, que só querem ajudar de alguma forma ao próximo, podem ser encontrados em quaisquer áreas. São aqueles pessoas para quem o altruísmo é profissão de fé.

Comentários

Anonymous disse…
Sou despachante em sabinópolis desde 1976 e já conhecí vários delegados de policia - alguns sérios, outros não. No momento, temos o Dr. Welberty de Souza Santos, policial íntegro que a meu ver, não aceita corrupçao e não deixa nada passar batido, por interesses proprios ou de terceiros. O povo sabinopolense está assustado, pois agora, o novo delegado em parceria com o Sargento João Ribeiro Leal, comandante PM, a ordem na cidade está voltando e com isto, a tranquilidade se instala novamente.
Anonymous disse…
Ja tivemos varios delegados em nossa cidade, ja esperimentamos de tudo, quando o atual delegado WELBERT DE SOUZA SANTOS, assumi Sabinópolis o nome da Policia estava na lata do lixo, por causa de políciais que se vendem facilmente, agora o povo deve estar assustado porque esse delegado nao é casado com a corrupção; Sabinópolis tem tido melhoras e o delegado ta raspando a rodo os corruptos que se dizem eleite da cidade.
Anonymous disse…
COM CERTEZA ESTE DELEGADO VAI CONSEGUIR COLOCAR A ORDEM EM SABINOPOLIS, JUNTAMENTE COM O COMANDANTE JOAO LEAL, QUE TAMBEM NAO SE VENDE, SO ESPERO QUE O MINISTERIO PUBLICO TAMBEM ATUE BEM, POR SE TRATAR DE UM CASO INEDITO, SABINOPOLIS VE ESTES CORRUPTOS A ANOS ESNOBANDO DINHEIRO DE POBRE, MAS PELO SE SABE ESTE PROMOTOR TAMBEM NAO DE BRINCADEIRA. SAI FORA BANDA PODRE, A JUSTIÇA VAI VENCER...
Anonymous disse…
Olha ai gente a banda podre de sabinópolis sendo desmascarada, primeiro o vereador que se apoderava da aposentadoria do idoso, enquanto o mesmo vivia na meséria, agora a familia (quadrilha) de corruptos, que vivem no luxo com o dinheiro dos pobres aposentados, que coisa feia, mas tem o ditado, DEUS ESCREVE CERTO POR LINHAS TORDAS, todos na cidade conheciam essas falcatruas, mas ninguem colocu a cara na frente, mas veio o DELEGADO WELBERT DE SOUZA SANTOS (SANTO PROTETOR DOS POBRES)e desmascarou os ladroes que se chamom elite, Sabinópolis é coberta desse tipo de gente, mas hoje graças a DEUS temos o DELEGADO WELBERT, O PROMOTOR MARCIO E SG, JOAO LEAL, que nao brincam em serviço e nao sao casados, amasiados ou vivem em uniao estavel com a corrupção.Parabens pelo trabalho de vcs.
Anonymous disse…
A justiça tarda mas não falha. Minha esperança é ver e sindicato de cara nova, sai fora AFONSO, limpa o beco, tá na hora de dar lugar para outro, que dinastia é essa, está parecendo dinastia chinesa. Vai durar quantos milenios????
Anônimo disse…
É isso aí delegado,atras dos ladroes de sabinópolis,agora eu nao posso deixar de dizer para a polícia de sabinópolis parar de persegiur os pobres,pÔ,só sabem ficar dando blits e apreendendo os únicos meios de tranportes que o pessoal da zona rural tem para se locomoverem,façam o que esta na lei e nao tirem mais as únicas coisas que esse povo sofrido adquire,basta o tanto que eles ja foram lesados,no mais parabens pelos outros trabalhos,
Anônimo disse…
anonimos sera que este delegado vai comtinuar a limpesa ainda esta faltando muitos
Anônimo disse…
olá pessoal, minha mãe pagou sindicato e morreu sem conseguir aposentadoria, oque devo fazer para descobrir se ela foi lesada? respondam me por favor, espero.
wesley disse…
Os quais ja estam soltos.
Anônimo disse…
Por enquanto, aguarde os próximos capítulos.
Anônimo disse…
E fora do sindicato o que é o mais importante, quer maior desmoralização?
Anônimo disse…
Ação....

Isto ai promotor, todos estão fora... e assim ficarão. Todos precisam se mover quanto ao fortalecimento do sindicato diante de uma nova postura. Gostei do curso que a nova presidencia buscou em parceria.. dizem que a nova diretoria esta em busca de parcerias junto a Federação - Fetaemg. Agora querem trabalhar e as portas do sindicato estao abertas e transparentes a todos... torço para que seja verdade, pois os convenios do sindicato realmente sao verdadeiros... e as mulheres que la trabalham sao educadas e estao fazendo o melhor que podem para buscar parcerias para a populacao Rural.
Anônimo disse…
O sindicato enquanto entidade, é mais importante que a família do afonso, que durante anos pretendeu patrimonializar-se da entidade, e deu no que deu.Lutar contra o trabalho escravo que existe nesta região, lutar para que os fazendeiros que explorão o trabalho escravo, assine a carteira de trabalho do trabalhador rural, que trabalhe apenas oito horas diárias, esta deve ser a nova pauta de reivindicação da atual presidência do sindicato, caso contrário, de nada estará valendo a atual presidência, a não ser para defesa dos seus mesquinhos interesses financeiros.
Anônimo disse…
Este blog tem sido um canal de comunicação que vem cumprindo com seu papel social, conforme seu próprio nome indica. Tem permitido que os trabalhadores rurais, até então, invisíveis, pelos meios de comunicação local, e por que não dizer, invisíveis diante da própria sociedade sabinopolense, passassem a ter visibilidade. Este blog tem um papel relevante, já que se propõe, no meu modo de entender,a conferir um outro olhar para os fatos sociais impactantes na vida da sociedade brasileira, até então, ofuscados por uma mídia que não tem um olhar generoso para o social. As divulgações sobre o sindicato em sabinópolis, é apenas um aspecto da relevância deste blog. Convido aos visitantes, fazer um passeio pelos variados assuntos, tratados neste blog, com elevado nível intelectual.
Anônimo disse…
AO POVO DE SABINÓPOLIS: PARA NUNCA MAIS ESQUECER.

HOMENAGEM A NÉM "FURRUBIM", LUIZ NUNES DE OLIVERIA.


Justiça condena vereador por omissão de cuidados e apropriação de aposentadoria de idoso
Publicado em 26/05/2010
» Vereador Ivan de Oliveira
"Negligência". Essa única palavra motivou todo o processo de uma sentença no município de Sabinópolis. O significado da palavra, de acordo com o estatuto do idoso, é claro: "omissão de cuidados necessários aos idosos, por parte dos responsáveis familiares ou institucionais." A negligência é uma das formas de violência contra os idosos mais presente no país.

O processo começou há quase dois anos. Após uma denúncia feita pelo Ministério Público no dia 22 de agosto de 2008, o acusado vereador Ivan de Oliveira foi preso em flagrante por estar em posse de um cartão do INSS e recebendo a aposentadoria no valor de um salário mínimo do seu curador, o idoso Luiz Nunes de Oliveira, de 65 anos, deixando o mesmo na miséria. Por motivos legais, o acusado foi solto no outro dia.

Um ano e nove meses depois da denúncia, no dia 22 de abril deste ano, a sentença foi proferida pela Juíza de Direito da Comarca de Sabinópolis, Cristiane Soares de Brito, e finalmente todo o processo pôde ser acompanhado.

De acordo com a sentença, as testemunhas, a vítima e o próprio acusado foram ouvidos na delegacia de Sabinópolis no dia 9 de julho de 2009. Durante o seu depoimento o vereador assumiu a curatela de Luis Nunes e alegou que ele estava "jogado na rua".

Segundo o vereador, o idoso se alimentava muito bem e sempre fazia compras em um determinado supermercado da cidade, ele apenas pagava as contas, e que, aliás, passava do valor da aposentadoria. O acusado ainda relatou no seu depoimento que o idoso vivia bêbado e levava os vizinhos para comer em sua casa. Sobre a situação da casa, Ivan afirmou que fez uma reforma na casa e protestou "ele não tem uma vida digna porque come muito".

Mas as testemunhas foram enfáticas ao retratar a realidade do idoso. Em todos os depoimentos colhidos na delegacia de policia as testemunhas relataram que o idoso estava em situação de abandono, vivendo em condições subumanas sem necessidades básicas como alimentação, moradia, água, luz, saneamento básico, higiene e também confirmaram que o Sr.Luiz nunca viu o dinheiro de sua aposentadoria.

Assistentes sociais do município também foram ao local e confirmaram a situação miserável em que o idoso vivia. Segundo os assistentes que depuseram, a situação era precária em todos os sentidos, sem o mínimo de conforto para se viver com dignidade.

Os assistentes sociais contaram que na casa havia apenas um sofá velho onde ele dormia há dois anos, uma cama sem colchão e um fogão a lenha, tomava banho de mangueira no quintal e as necessidades fisiológicas em uma fossa também no fundo do quintal.

Diante de todos os depoimentos, ficou comprovado que o acusado não zelou pelo bem estar do idoso nem de seus bens, portanto, a juíza sentenciou a condenação por abandonar idoso e não prover suas necessidades básicas quando obrigado por lei ou mandato e por aproriar-se de ou desviar bens ou qualquer outro rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa da de sua finalidade. (artigos 98 e 102 do código penal).

A juíza determinou pena de 2 anos, 3 meses e 7 dias de reclusão e 106 dias de multa, pelos dois crimes, e ficou decidido conforme a sentença, que o acusado pode recorrer em liberdade com prestação de serviço à comunidade, não praticar nenhum tipo de ato ilícito e de prestar serviços gratuitos durante um ano em uma instituição filantrópica escolhida pela policia militar.

Proferida a sentença, o Sr. Luiz Nunes de Oliveira passou a receber sua aposentadoria, e o melhor, conquistou a dignidade perdida há tantos anos.
Fonte: Folha de Guanhães.
Anônimo disse…
Meu comentário sobre a questão do sindicato não ofendia, não continha palavrôes, apenas manifestava extremo pesar pela situação que os aposentados passaram durante todos estes anos...Quantos não viveram momentos de angústia, de dor e desespero por pen-sa-rem que não tinham dinheiro...??? A justiça da vida é certa, desta ninguém escapa. Aquele que deve, pagará. Os limpos de coração não devem temer.