A Privataria Tucana, didaticamente


 Por Cléber Sérgio de Seixas

Quem ainda não leu o livro "A Privataria Tucana", de autoria do premiado jornalista Amaury Ribeiro Júnior, está perdendo o bonde da História ou, para dizer o mínimo, uma grande oportunidade de conhecer os bastidores das privatizações nos tempos em que Fernando Henrique Cardoso ocupava a Presidência da República e tinha como seu Ministro do Planejamento o senhor José Serra. O processo não beneficiou o povo brasileiro, e sim alguns ricos que com ele se tornaram milionários, como a filha, o genro e alguns amigos de José Serra. Tal esquema envolvia lavagem de dinheiro em paraísos fiscais das Ilhas Virgens e do Caribe e pode ser chamado de "privataria", expressão que Amaury tomou emprestado do jornalista Hélio Gaspari.

A obra, um Best Seller que bateu vários records de vendagem já nos primeiros dias de lançamento e chegou a ser classificada como “lixo” por José Serra, concorre atualmente ao Prêmio Jabuti, a maior premiação literária do Brasil.

Abaixo um vídeo que explica de forma didática o conteúdo do livro.

Comentários